- Edições -

2001  Foi o ano em que o Festival nasceu. Realizado pela 1ª vez na FNAC Chiado, com apoio desta e da Associação Baza. Para além do público em geral, chamou a atenção de outros músicos e actores da praça, como: Maria Rueff, Sara Tavares, Maria Alice, Theo Pascal, Costa Neto, os Corvos entre outros agentes de espectáculos, técnicos e produtores. O público jovem também fez a sua aparição e mostrou agrado e surpresa ao conhecer estes projectos. Participaram: Guto Pires, Tonecas, Yami, Terranaçon, Eleutério Sanches e Zé Vidigal. 

2002 O segundo ano do Festival foi realizado na FNAC Cascais, com apoio desta, e da Associação Baza e para além da música, foram contempladas a poesia, os contos, a declamação, a pintura. Participaram na música: Kalema, Guto Pires, Lindu Mona, Eleutério Sanches, Twapandula, Teté Alhinho, Braima Galissa; na pintura: Livio de Morais, Mito Elias, Fernando Morais, Firmino Pascoal, Ritta Tristany, Ali Silva, Iolanda Esteves e Ana Oliveira; na fotografia: Rolando Pinheiro; e no cinema: Zeze Gamboa. 

2003 O terceiro ano foi apoiado e realizado nas instalações da RDP África, contou também com o apoio da Associação Baza e com a presença de: Attambur, Vungo, Coral Benção, Genitho Rasta, Bita Nascimento, Furkuntundá, Raça Brasil e Lalatak. 

2004 Foi o ano em que o Musidanças se dividiu em dois períodos. Deslocou-se em Março á margem sul do Tejo, e instalou-se na vila de Alhos Vedros no Moinho de Maré. Contou com a colaboração da CACAV e da Associação BAZA. Participaram do Festival: Conversa Fiada, Tonecas, Jacaré & Cia, Terranaçon, Lindu Mona e Guto Pires. Em Setembro/Outubro do mesmo ano, o Festival realizou um especial na FNAC Colombo com apoio desta, da ETIC, da OÁSIS, Zoomusica Produções e da  Algomais design. Foi o ano em que o Festival deu maior destaque à divulgação dos projectos no âmbito da informação e documentação do audio e o vídeo dos espectáculos realizados. Participaram neste especial: Guto Pires, Jorge Rosa, Daniel Martinho, César Salvado e os Serões do Alentejo, Ritta Tristany, Grupo Batuke Juntamó, Lundum Ensemble, Ekvat, Kayawaka, Bartolomeu Dutra, Nação Groove, Grupo União na  Capoeira, José Beiramar, Celina  Pereira, Projecto Lusiada, Kulirimar, Aldo Mila, Elsa Noronha, Lindu Mona e Jovens do Hungu. 

2005 O Musidanças foi realizado no café concerto Santiago Alquimista com apoio deste, da Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal de Cascais, Câmara Municipal de Loures, Metropolitano de Lisboa, LCC Trans-Envio, Acime, Etic, Turismo de Lisboa, Fnacs, Ifict, Fundação Oriente, Casa de Goa, RDP Africa. Participaram Lindu Mona, Grafitti Café (gastronomia-angola), Coral Benção (espirituais negros – angola), Jovens do Hungu (etnic music-angola), Raul Ouro Negro (musica angola), Pedro Moreno (world music-brasil), Fernando Terra  (world music-brasil), Arte Pura Capoeira (danças tradicionais: Frevo, Samba, Capoeira, Forró da boneca, entre tantas outras-brasil), Nancy vieira (mornas-cabo verde), Theo Pascal (soul pop–cabo verde), Grupo do Batuque Voz de África (etnic music–cabo verde), Jay (hip hop–cabo verde), Gilyto (funana dance–cabo verde), Restaurante africana (gastronomia-guiné), Colina Mel (gastronomia-guiné), dr. Celestino (poesia – conferencista-guiné), Mayo coope (world music–guiné), Braima galissa (world music–guiné), Guto Pires (world music–guiné), Ekvat (música e dança-goa), Jorge Sequeira (artesanato e gastronomia-goa), Adelino Gomes (livro–timor), Diana Andringa (filme–timor), Moussa Ibrahim (histórias-moçambique), Mshao (teatro poético-moçambique), Xipane Pane (etnic music-moçambique), Elsa Noronha (poesia – moçambique), Mingo Rangel & Canela (world music-moçambique), Sebastião Sarmento (artesanato moderno português), Gaita Folia (tradicional-portugal), Dama Bete (hip hop-portugal-moçambique), Melo d (soul-portugal-angola), Sara Tavares (soul–portugal-cabo verde), José Fanha (poesia portugal), Raízes (jazz Novo Fado Portugal), César Salvado (poesia-portugal), Lupanar (novo fado jazz- portugal), Mare Nostrum (tradicional-portugal), Dazkarieh (tradicional-portugal), á Bolina (fado fusão – portugal), João Pimentel e Ana baptista (clássico-portugal), Barafunda (fusão-portugal), Tonecas (world music–s. Tomé e principe), Celina Pereira (world music – cabo verde), Terrakota  (reggae-portugal). Também participaram numa exposição  lusófona de artes plásticas: Angola (Ana Silva/Firmino Pascoal) Brasil (Edna Ararquara/Zé Cordeiro) Cabo Verde (António Conceição/António Firmino) Guiné Bissau (Mayo Coope/João Carlos Barros) Moçambique (José Pádua/Arão Panguane) Portugal (Raquel Pedro/Laura Thiawe Morais) São Tomé e Principe (Anselmo Amado/Dário Carvalho).

2006 Foi realizado um Musidanças mais intimista no Ondajazz com apoios de Oásis da Imagem, RDP Àfrica, CPLP, Embaixada do Brasil, Cláudio, Acime, P2Sestudio, Zoomusica e Attambur. O Festival foi realizado entre o mês de Outubro e meados do mês de Dezembro. Participaram: Boy G Mendes, Elsa Noronha, Pedro Moreno, Tonecas, Paulinho Soares, Alberto Mvundi, Canela e Mingo Rangel, Dama Bete, Refilon, André Cabaço, Terranaçon, Guto Pires, Wadada & Kibangui Band, Fernando Terra, Maria Alice, Lindu Mona, Francisco Naia, Ngoma Makamba, Ébano, César Salvado e Sara Tavares. 

2007 Às portas de seu sétimo ano de vida, o Musidanças faz um balanço muito positivo. Sendo um festival/movimento que começou com uma pequena ideia de juntar artistas e trocar impressões entre os povos de língua portuguesa, o Musidanças é hoje um ponto de encontro entre culturas e é, sem dúvida, mais um grande ponto de processamento de informações, que visa mostrar que a classe artística tem alto poder de formação de opiniões. O crescimento do festival aconteceu de forma gradual, respeitando e adequando-se às necessidade de seu público fiel. Este ano realizou-se no Instituto Franco Português apoiado pela Delta Cafés, GDA, Restaurante Tempero de Minas. O festival Musidanças 2007 realizou-se em 9 dias, com a apresentação dos Terrakota, Braima Galissa, Fernando Terra, Daszkarieh, Pascoal Silva, Robson Vieira, Lindu Mona, André Cabaço, Guto Pires, Francisco Naia, Tonecas, Elsa Noronha, Puzzle, Uxia e Jorge Dissonância, worshops de som, markting pessoal e poesia, e uma exposição de pintura da autoria de Livio de Morais.

2008 Este ano realizámos o Festival no Tambor que Fala dos Toca a Rufar. A oitava versão do Festival Musidanças foi direccionada para a fidelização a um espaço e a uma equipa de produção e promoção. Os workshops, as conferências e palestras e os espectáculos foram escolhidos dentro de um critério de ideia de fusão de sons, culturas e ligação dos intervenientes e público ás novas ideias sobre ambiente, informática com apoio da Sapo e libertação humana quer física quer espiritual e agrobiologia.

2009 O Festival Musidanças mais um ano provou que tem identidade e abraçou a causa lusa até que venha o próximo, em 2009. O apoio do público foi fundamental, mas também a participação constante dos técnicos e parceiros é que tornou possível a realização deste Festival. Participaram Mingo Rangel (cantautor), Batuque Finka Pé (dança), Bandoodjah (reggae brasil), Katharsis (música do mundo), Chaparro & Banda (reggae), Guto Pires (cantautor), Ballet Brasil (dança), Wonderfull´s Kova M. (dança), Black Bombain (música do mundo), Zuul Nation (musical soul), Dama Bete (hip hop), Lindu Mona (cantautor), Baboza (afro music), Kaja Bucalho (tradicional experimental), Manif3stos (hip hop reggae). Mais uma vez no Tambor que Fala aperfeiçoamos a produção do Festival. Participaram Tutinmix, Twins, Toca a Rufar, Palco Maravilhoso, Wok, Sons da Gente, Rui Júnior, Luís e a Lata, Carlota Joaquina e Ponkies. 

2010 No dia 13 de Novembro comemoramos no Musicbox os 10 Anos do Festival Musidanças com a presença de Artistas como Lindu Mona, Tutin di Giralda, Guto Pires, Natércia Pintor, Francisco Naia, Family, André Cabaço,  Tonecas e Helder Moutinho. De 19 a 20 Novembro estivemos no Tambor que Fala no Seixal ! Participaram Grupos de Cavaquinhos e Bandolins da Alma Alentejana, o Rancho Folclorico da Casa do Povo de Cinfães, as Cantadeiras da Alma Alentejana, os Pauliteiros de Miranda e os Discantus. De 24 a 27 de Novembro no Musicbox estiveram Catarina dos Santos, Chullage, Dj Knowledge, Aline Frazão, La Dupla, Dj. Crennwiick, Uxukalhus, HMB, Amarelo Manga, Al Jiçç, Katharsis, Gingongo, Dj Soul Movement, Dj. Nunchuck, Semente, Cabace, Swck e Dj. Infestus. 

2011 Este ano passaram no palco do Musicbox, Guto Pires, Lindu Mona, Orquestra Toca a Rufar, Samdavies, Urbanvibsz, Projecto Rurouni, Atma e Emmy Curl.

2012 Na Fnac Chiado tivemos Tutim di Giralda e no Teatro do Bairro participaram os Cabace, Native Sun e os Atma. 

2013 No belo espaço da Feira de S. Mateus em Viseu e com apoio desta trouxemos ao Festival as Finka Pé, os Grupos de Cantares, Lindu Mona, No Mazurka Band, Karrossel, Girafoles, Cabace, Recanto, Nação Vira Lata e Gira Sol.

2014 Rumámos até S. Pedro do Sul outrora palco de outros festivais e levámos ás gentes de Lafões o Trio Porteño, Lindu Mona, Braima Galissa, os Till Sunday Pirate, os String Fling, os Fogo de Ar, os Dunya, os Mic Project e os Alafum por entre muita animação de rua. Neste ano ainda programámos um Musidanças Internacional nas Fnac da zona metropolitana de Lisboa com a presença Ad Leabe (Mundo), Dama Bete (Moçambique), Francisco Naia (Alentejo), Ricardo Fonseca (Alentejo), Awake, Espírito Nativo (Venezuela), Joaquim Paulo (Portugal/U.S), Tutin di Giralda (Cabo Verde) e Tristany Timeold.

2015 De regresso a Lisboa no dia 1 de Outubro rumámos ao Musicbox e apresentamos rock psicadélico com os Rockenlatado e reggae com os Urbanvibsz. No dia 7 de Outubro levámos á emblemática sala do Bleza as Estrelas Alentejanas da Damaia, o hip hop dos Monte Real e o folk dos Tanira. Nos dias 9 e 10 de Outubro levámos á Fábrica de Braço de Prata o teatro de Carlos Clara Gomes e a música do mundo de Tutin di Giralda, Sax on The Road e dos Lindu Mona. 

2016 Na Praça do Martim Moniz em Lisboa estiveram os Monte Real, Bob Figurante, Toca a Rufar, Francisco Naia, Lindu Mona, Ritta Tristany, DJ. Phi, Tradibombos, Batucando, Bunga Ritmo, Sax on The Road, Carlos Clara Gomes, Estraca, Rufar a Bumbar, Very Important Dancers e Jorge Rosa. 

2017 O Festival Musidanças cumpriu em 2017 a sua 17ª edição. A Lata Music e o Festival Musidanças tomaram a iniciativa de organizar as Musidanças World Sessions em Janeiro com os Lindu Mona e os Celeste Mariposa no Lounge em Lisboa. Entretanto em conjunto com o Eating Bear em Lisboa o Festival Musidanças organizou em Janeiro e Fevereiro os Encontros da Lusofonia com a participação de Ricardo Fonseca, Jessy e Kessy, Mauro Amaral, DJ. Phi e Vitor Sarmento.

2018 A 2 e 3 de Fevereiro o festival realizou-se em Tondela no Teatro Acert e contou com a participação de Manuel Freire, Firmino Pascoal, Yami Aloelela, +Plus, Ritta Tristany, Najla Shami, As Girafoles, Expresso Cool e Spicy Noodles.

2019 A 30 de Março o Festival irá até ao Teatro D. João V na Damaia e a 1 Junho o Festival irá até à Fábrica de Braço de Prata em Lisboa.